Deu Na Telha!!!

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Meu Coração transborda de alegria quando vejo um conto de fadas, onde o fim sempre certo acaba em um felizes para sempre. Não tenho vergonha de Sonhar e nem de dizer que eu te quero como Meu Romeu E ser A Sua Julieta. Deixe que a Minha Vida Se transforme em poesia!!!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Os Sentidos do Amor

Cego de amor,
só enxergou a perfeição.

Embriagado de amor,
pensou com o coração.

Surdo de amor,
não ouviu a voz da razão.

Mudo de amor,
jamais disse não.

Tateando o amor,
deu com a cara no chão.

Acreditando no amor,
não arrefeceu a paixão.

E fazendo do amor
religiosa obsessão,
provou a máxima dor,
não revidou,
concedeu
irrestrito perdão.

(André L Soares)

terça-feira, 19 de outubro de 2010

A dor que dói mais

"...A saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.


Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer."
 
Martha Medeiros